Calendário da Copa exigiria quatro novos feriados em São Paulo

A Fifa confirmou nesta quinta-feira que o futuro estádio do Corinthians, em Itaquera, abrigará a cerimônia e a partida de abertura da Copa do Mundo no dia 12 de junho de 2014, uma quinta-feira. O Brasil estará em campo contra uma seleção a ser definida por sorteio após a disputa das eliminatórias. O jogo está marcado para as 17h.

A capital paulista será a sede de outras cinco partidas da Copa, três delas pela primeira fase do torneio, uma pelas oitavas-de-final e uma semifinal. Pela tabela, a cidade só tem chance de receber um jogo da seleção brasileira novamente na fase semifinal.

O calendário anunciado pela Fifa (clique aqui para ver) coloca em xeque a possibilidade de se decretar feriados na cidade em todos os dias de jogos. Das seis partidas previstas para São Paulo, quatro serão realizadas em dias úteis e duas em feriados regulares. Ou seja, seria necessário decretar mais quatro feriados na cidade em um período de menos de um mês, o que representaria um alto custo econômico.

A Fifa divulgou os horários das partidas de forma genérica, sem especificar a hora de início da maioria dos confrontos. Na primeira fase, depois da abertura, os jogos podem ser realizados em quatro horários: às 13h, às 16h, às 19h e às 22h. Nas oitavas e quartas-de-final, os horários são 13h e 17h. Nas semifinais, às 17h; e na final, às 16h.

São Paulo está fora da Copa das Confederações, torneio a ser realizado em junho de 2013 e considerado um grande teste para a organização da Copa do Mundo. O Corinthians prevê que o estádio de Itaquera ficará pronto em dezembro de 2013. Dessa maneira, a nova arena paulistana deverá ser inaugurada no começo de 2014; e a mobilidade em torno dela seria testada em jogos do próprio Corinthians meses antes do Mundial.

Abaixo o calendário da Copa do Mundo de 2014 em São Paulo:

12/6, quinta-feira, 17h, abertura com a participação da seleção brasileira

19/6, quinta-feira, feriado de Corpus Christi, jogo da primeira fase

23/6, segunda-feira, jogo da primeira fase

26/6, quinta-feira, jogo da primeira fase

1º/7, terça-feira, jogo das oitavas-de-final

9/7, quarta-feira, 17h, feriado estadual (Revolução Constitucionalista), jogo das semifinais (com chance de participação da seleção brasileira)

About these ads

Sobre Wellington Ramalhoso

Jornalista e mestrando em Arquitetura e Urbanismo pelo IAU-USP
Esse post foi publicado em Análises. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Calendário da Copa exigiria quatro novos feriados em São Paulo

  1. Acredito que já teremos alto custo econômico e social se não houverem medidas diretas quanto à mobilidade nos dias de jogos em São Paulo. Acho sim que devrão ser decretados “feriados” em tais dias, mesmo 5 (cinco) em um mês. Acredito que cidade terá também de pensar em algo como “rodízio” especial para veículos particulares, restrição mesmo, além de grandes áreas públicas (pontos estratégicos) transmitindo o evento.
    A preocupação é a de que já não se chega a lugar algum em dias de copa do mundo em São Paulo, mesmo quando o evento é realizado em outros continentes…
    Quanto aos investimentos na ZL, acho que sim, trarão resultados… não por conta do estádio em si, mas por conta da própria ocupação e diversidade de programas que serão atraidos para a região através da Copa. Deve-se atentar também, para as sérias e absurdas restrições que a FIFA impõe a locais sedes do evento. Parece ser uma espécie de máfia, monopólio mesmo sobre os ganhos…
    Enfim, será ótimo poder acompanhar o blog! Muito obrigada!

    • Renato Anelli disse:

      Ótimo ter você por aqui, acompanhando o blog. A idéia é concentrar informações, de modo independente e críticar, quando for o caso.

  2. Ao contrário da Carolina Saad não consigo muito ver como a cidade ganhará alguma coisa por causa da Copa. Como sabemos em São Paulo haverá o jogo de abertura e mais 5 jogos, talvez outro da Seleção Brasileira. Tudo isso em um mês. E depois? Depois nada. Quem foi que algum dia disse que o Brasil construiria hotéis por causa da Copa? Quem é o empresário que em sã consciência vai construir uma estrutura enorme por causa de um mês de lotação. Em São Paulo e Rio talvez, porque estas cidades precisam de mais hotéis independentemente de Copa, mas nas outras é uma loucura.
    Além disso, o próprio Metrô já afirmou que consegue levar e tirar de Itaquera mais de 100 mil pessoas em uma hora, se houver os feriados então nada mais precisa ser feito (esse é o discurso dos que dizem que estádio é suficiente para realizar uma Copa, vide Ronaldo).
    Infelizmente, acredito que a Copa só trará problemas para o país e que em 2017 (ou antes disso) estaremos na mesma situação da Grécia hoje, quebrada, em grande parte, devido os Jogos Olímpicos de 2000. Uma pena!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s